Vídeos do TSE em defesa da urna eletrônica já têm o dobro de visualizações de 2020

Publicado por

A nota pública assinada pelos ex-presidentes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta segunda-feira (02/08) pode ser lida como mais uma ação da Justiça Eleitoral do Brasil para enfrentar boatos e tentativas do presidente Jair Bolsonaro para desqualificar a votação por meio da urna eletrônica.

Uma outra frente do TSE tem sido a publicação de vídeos para desmentir fake news sobre a urna eletrônica ou enfatizar a segurança desse processo de votação. Embora 2020 tenha sido um ano eleitoral, o TSE já veiculou quase duas vezes mais vídeos (34) com esses conteúdos nos primeiros seis meses deste ano do que todo o ano passado (18). O volume de publicações coincide com o avanço da tramitação da PEC do voto impresso no Congresso.

O maior número de vídeos publicados no canal do YouTube do TSE ocorreu em maio (17), seguido de julho (10). Na soma total, 65% dos vídeos de defesa da segurança das urnas eletrônicas foram publicados este ano. Há meses sem qualquer publicação entre janeiro de 2020 e julho de 2021, por isso eles não aparecem no gráfico.

Aparentemente, a estratégia do TSE é pulverizar vídeos mais curtos quando comparado a 2020. No ano passado, os vídeos de defesa da urna somaram 270 minutos. Já este ano, que inclui ainda alguns vídeos com crítica ao voto impresso, somam, até agora, 106 minutos. A atenção para o debate sobre o voto impresso e a segurança das urnas repercutiu nas redes. Os vídeos deste ano já somam mais de 1,9 milhão de visualizações, contra 810 mil dos vídeos com conteúdo semelhante veiculados ao longo do ano passado.

O vídeo com o maior número de visualizações este ano foi publicado no dia 13 de maio. Trata-se de uma mensagem curta, informando que o TSE iria lançar a campanha “Na urna eletrônica você poda confiar”. Até agora, já foram mais de 655 mil visualizações. De longe, este também foi o vídeo com maior número de likes (8.836) e dislikes (158.924) simultaneamente. Este vídeo também lidera o total de comentários, cerca de 40 mil, indicando que a postagem gerou uma forte mobilização das redes sobre o tema.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s