O grau de diferença e semelhança entre os candidatos ao governo do Rio

Publicado por

A disputa para o governo do Rio de Janeiro este ano tem 12 candidatos. Para os eleitores mais envolvidos com política ou com alguma identificação partidária, há diferenças claras entre os competidores. Mas imagine que você seja um eleitor que só agora começou a prestar atenção na disputa, que ainda tem muitas dúvidas sobre o que pensam Romário (Podemos), Eduardo Paes (DEM), Anthony Garotinho (PRP), Índio da Costa ou Tarcísio Mota (PSOL). O que exatamente os diferenciam? É claro que candidatos que já passaram por cargos públicos saem na frente. Muitos eleitores sabem mais ou menos como foi o desempenho deles. Mas e os demais? Como saber?

O jornal  O Globo publicou recentemente um teste (Com qual candidato você mais se identifica) no qual apresenta os resultados de 14 perguntas que fizeram para os candidatos ao governo do Rio (um deles não respondeu). São temas como segurança pública, saúde, cultura entre outros (todas as perguntas estão no fim deste post). Por exemplo, foi perguntado aos candidatos: A Alerj errou ao deixar de cassar os deputados presos na Operação Cadeia Velha? A descriminalização das drogas ajuda a reduzir a violência? Os competidores, por sua vez, deveriam responder “SIM”, “NÃO” ou “DEPENDE”.

Embora seja uma ferramenta interessante, que auxilia o eleitor a encontrar o seu candidato, as perguntas e respostas não dão uma visão agregada. Afinal, qual é a diferença entre os candidatos? Quem apresenta respostas mais semelhantes? Para responder a essas perguntas, extraí os dados das respostas dos candidatos e calculei as taxas de correlação entre eles. Os resultados variam de -1 a +1. Quando o valor é negativo, significa que dois candidatos tendem a apresentar respostas diferentes, e quanto mais próximo de -1, mais intensa é a diferença. A leitura é inversa quando o sinal é positivo. Para ler a tabela abaixo, escolha um candidato na linha (horizontal) e percorra os valores olhando para os nomes que estão no topo da tabela (vertical). Cada valor representa o grau de correlação entre eles.

Por exemplo, Márcia Tiburi (PT) tem uma taxa de correlação com Pedro Fernandes (PDT)  de 0,674. Ou seja, há uma correlação alta e positiva entre os dois candidatos, indicando que eles apresentam respostas mais semelhantes do que diferentes. Para tornar mais direta a leitura. O valor entre os dois pode ser interpretado também como uma taxa de +67% de correlação.

Para tabela abaixo, as cores em vermelho representam as correlações negativas, e as azuis, as correlações positivas. De todos os casos, a maior correlação (100%) ficou entre Tarcísio (PSOL) e Deyse Oliveira (PSTU), e entre Wilson Witzel (PSC) e Márcia Tiburi, mas com correlação negativa de -78%. Isso quer dizer que em quase todas as respostas Witzel e Márcia apresentam respostas distintas. As correlações com círculos em amarelo representam aquelas que, estatisticamente, são significativas e devem ser consideradas.

correl00NOVO

 

DOIS GRANDES GRUPOS

Se olharmos com mais atenção, vemos que as correlações têm dois grandes grupos. No canto inferior à direita, temos um grupo de candidatos com correlações positivas entre si: Eduardo Paes, Índio da Costa, Romário, Marcelo Trindade e Wilson Witzel e, de certa forma, também Anthony Garotinho. Claro, vale ressaltar quem nem todas são correlações altas e estatisticamente significativas, mas representam de algum modo uma pista de como entender o quadro da competição para o governo do Rio.

correl01NOVO

No canto superior à esquerda, vemos o oposto. Ali estão os candidatos que apresentam correlação negativa com os competidores que mencionei acima, mas registram correlação positiva entre si: Márcia Tiburi, Deyse Oliveira, Tarcísio e Pedro Fernandes. Como sabemos, são candidatos que se autodeclaram de esquerda.

correl2NOVO

 

DIFERENÇAS PARTIDÁRIAS

Portanto, as diferenças indicam que, apesar do grande número de candidatos, a posição ideológica dos candidatos em relação às perguntas apresentas pelo jornal é um ponto de referência que pode ser de algum modo levado em conta. Para ficar mais clara essa ideia, calculei a correlação mas considerando apenas os partidos dos candidatos.

Na tabela abaixo, vemos que PT, PDT, PSTU e PSOL (à direita no canto superior) têm baixa correlação com o PRTB, PRP, PSD, DEM, Pode, Novo e PSC (à direita no canto inferior). Tudo indica que as características das perguntas levaram os candidatos a se posicionarem do ponto de vista ideológico, e isso aparece nesses testes. Então, toda vez que você ouvir dizer que os partidos não importam, que os candidatos não estão nem aí para os partidos, olhe novamente esses resultados. Os candidatos estão em partidos que mais ou menos representam o que eles pensam e acreditam em uma série de temas relativos ao Rio.

correl3

 

____________________________________

As 14 perguntas feitas pelos Globo a todos os candidatos. O candidato do PCO não respondeu e, portanto, não participa dos testes que fiz.

1 – A Alerj errou ao deixar de cassar os deputados presos na Operação Cadeia Velha?

2- Concorda com a continuação e expansão do sistema de cotas na Uerj?

3 – A descriminalização das drogas ajuda a reduzir a violência?

4 – A questão de gênero pode ser debatida nas escolas?

5 – Como governador, você impediria a realização da polêmica exposição ´Queermuseu´ em espaço cultural do estado?

6 – A intervenção federal no Estado do Rio foi uma decisão acertada?

7 – O governo deve pegar de volta a administração do Maracanã?

8 – O término da construção da estação Gávea deve ser priorizado?

9 – A construção de novos presídios ajuda no combate à criminalidade?

10 – Aposentadorias especiais como de professores e policiais devem ser revistas?

11 – Privatização de empresas públicas pode ser um meio de acertar as contas do governo?

12 – O teleférico do Alemão deve ser reativado logo no primeiro ano de mandato?

13 – Você é a favor do pagamento de subsídios a empresas de ônibus?

14 – As Unidades de Polícia Pacificadoras devem ser mantidas?

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s