A associação entre o debate da Band e o interesse dos eleitores por informação

Publicado por

O primeiro debate presidencial na televisão, realizado na noite desta quinta-feira (09/08) pela Bandeirantes, deu início à maratona de eventos de campanha da TV aberta. A literatura sobre campanhas tem dedicado atenção especial a esses acontecimentos, não por seu suposto efeito determinante sobre o processo eleitoral, mas por sua capacidade de produzir informação para ser compartilhada em outros meios e por estimular os eleitores a buscarem mais informações sobre os competidores.

Embora os debates no Brasil tenham baixa audiência, com exceção daqueles realizados pela TV Globo, eles cumprem relativamente bem o papel de produzir informação eleitoral. Neste post, analiso a associação entre a realização do debate desta quinta-feira e o interesse dos eleitores, medido segundo o volume de buscas no Google por mais informação sobre os candidatos. Uma segunda análise procurou verificar como as buscas do Google sobre os candidatos se correlacionam nos estados.

Para isso, extraí os dados de buscas no Google de seis candidatos: Jair Bolsonaro (PSL), Geraldo Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede), Ciro Gomes (PDT), Guilherme Boulos (PSOL) e Cabo Daciolo (Patriota). O Google fornece um indicador que varia de 0 a 100 sobre a intensidade de buscas com um determinado termo. Quanto mais próximo de 100, mais alto é o interesse das pessoas por determinada busca.  A primeira figura abaixo mostra a correlação do indicador para os respectivos candidatos nos últimos 30 dias. Cada bola representa o indicador nos estados da federação.

Como sabemos, esses dados apresentam viés. Primeiro deles é que estamos tratando dos eleitores com mais interesse em política, o segundo viés é que o interesse por política está associado à escolaridade, logo, por hipótese, estados com média de escolaridade alta tendem a apresentar índices maiores no Google. Dessa forma, a tendência esperada era encontrar correlações altas entre os candidatos, com certa similaridade nos índices entre os estados. Como podemos ver, no entanto, os dados registram alta dispersão, com as retas apresentando diferentes inclinações. Há estados em que candidatos vão bem, e há outros em que vão muito mal no volume de buscas no Google, e existem ainda situações em que não há uma correlação muito clara.

Uma hipótese para esse comportamento. Talvez os índices de busca de determinado candidato possam subir rapidamente e cair logo em seguida em um estado, dependendo de um algum evento que ele tenha participado ou declaração que ele tenha feito e que afete os eleitores deste estado. Como em um período de 30 dias há muitos eventos e declarações, os índices para o cálculo de correlação perdem consistência ao longo do tempo.  (Clique na imagem para explorar os dados interativos)

correl30dias

Apesar de todos os poréns sobre esses dados, encontramos algumas associações. Onde a busca por Bolsonaro foi alta nos últimos 30 dias houve baixa procura por Guilherme Boulos, apontando uma correlação negativa entre os dois. Houve correlação positiva entre Marina e Boulos (alto índice de busca de informações nos mesmos estados e baixa em outros). Apesar disso, a segunda imagem, com a tabela dos índices de correlação, mostra que as correlações foram baixas, nunca passando de 0,35%.

tabelacol30Dias

 

O impacto do Debate da Band

Para tentar identificar possíveis efeitos do debates desta quinta-feira no interesse dos eleitores por mais informações sobre os candidatos, considerei os dados do Google para as últimas 24h, iniciando às 11h42 da amanhã de ontem, até as 11h42 desta sexta-feira (10/08), ou seja, pegando justamente o momento da realização do confronto na TV e sua repercussão na manhã de sexta.

Como é possível ver na imagem abaixo, as curvas da correlação dos índices de busca do Google para todos os candidatos passam a ser positivas. O interesse dos eleitores por informação variaram de forma consistente e parecida. Onde um obteve alto índice, outro também teve desempenho parecido. Onde eles registraram baixos índices, outros também apresentaram tendência parecida.

No Acre, terra de Marina Silva, por exemplo, o maior índice foi da candidata (100), seguida de Bolsonaro (85) e Alckmin (79). No Ceará, terra de Ciro Gomes, o maior índice foi para Geraldo Alckmin (100), seguido de perto por Ciro (96) e Bolsonaro (85). Em outras palavras, os eleitores de estados de origem de Marina e Ciro buscaram muita informação também sobre outros competidores. (Clique na imagem para explorar os dados interativos)

correl24h

 

A tabela com os índices da correlação mostra que agora eles atingem 83% para o caso do interesse por buscas sobre Alckmin e Ciro Gomes nos estados. Nenhuma correlação ficou negativa, indicando que o debate despertou interesse dos eleitores de uma forma geral, independentemente do candidato e do estado. É esse o efeito mais importante dos debates quando eles são realizados no início da corrida eleitoral. Esses eventos estimulam a conversação entre os eleitores e a busca por mais informações.

 

tabela24h

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s